Fies 2020 – Fundo de Financiamento Estudantil

Neste artigo vamos falar tudo sobre o Fies 2020 – Fundo de Financiamento Estudantil. Certamente o Fies é um programa que concede financiamentos a estudantes que estejam cursando o ensino superior. Atualmente é gerenciado pelo Ministério da Educação.

O primeiro passo para se cadastrar no Fies 2020 é tento participação no Exame Nacional do Ensino Médio – Enem.  Além disso, o programa possui outras competências que falaremos no decorrer do artigo. A principal diferença entre o financiamento feito pelo Fies dos bancos privados é que com o programa o estudante só paga após do curso.

Quem pode participar do Fies 2020

Imagem Fies 2020 - Fundo de Financiamento EstudantilComo já foi informado a primeira exigência é a participação no Enem a partir da edição 2010. Contudo, deverão atender aos seguintes requisitos para poder fazer as inscrições para o Fies 2020:

  • Tenha obtido nota média igual ou superior a 450 pontos nas 4 áreas de conhecimentos do exame. Além disso, tenha nota superior a zero na mesma edição;
  • Para o Fies e P-Fies, é exigido renda mensal bruta de 3 salários mínimos até cinco.

As inscrições deverão ser feitas através do portal do MEC pelo endereço eletrônico http://fies.mec.gov.br, assim clicando em “Minha inscrição” e em “primeiro acesso“.

Ao informar o número do Cadastro de Pessoa Física – CPF automaticamente o sistema do Fies 2020 identifica se possui pontuação suficiente para poder se cadastrar. Desse modo, o candidato deverá informar e-mail válido e criará uma senha que dará acesso ao boletim do candidato.

Será enviado com e-mail de confirmação de inscrição, na onde o estudante deverá clicar, assim validando o cadastro. Eventualmente não encontre na sua caixa de entrada, verifique o lixo eletrônico ou na caixa de spam.

Após conclusão, retorne à página inicial do Fies 2020 e clique em “já sou cadastro“. O próximo passo é informar os dados pessoais do grupo familiar. Por fim, informe 3 opções de curso dentre aquelas disponíveis.

Modalidades do Fies 2020

Eventualmente o MEC determinou 3 modalidades de contratação do Fies 2020, sendo elas:

  1. Modalidade I: Será disponibilizada a estudantes com renda mensal familiar de até três salários. Desta forma será aplicado juros zero;
  2. Modalidade II: Estudantes com renda familiar de até cinco salários. Disponibilizado para regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, assim custeados com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento. Todavia, a taxa de juros varia de acordo com a opção de banco;
  3. Modalidade III: Candidatos com renda familiar de até cinco salários mínimos, sendo disponibilizada para todas as regiões do Brasil. Será custeado com o recurso do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES.

Nota de corte e Resultado do Fies 2020

A cada dia de inscrições do Fies 2020 é apresentado a nota de corte. Para quem não saber esta nota é a pontuação mínima para estar entre os selecionados. Contudo, a mesma é calculada diariamente, por isso acompanhe a lista dos pré-selecionados diariamente.

O Fies 2020 calcula a nota de corte com base na quantidade de vagas disponibilizadas e nota dos estudantes daquela modalidade. O resultado oficial normalmente é disponibilizado um dia após o encerramento das inscrições.

O resultado do Fies 2020 poderá ser acessado no boletim do candidato. Para isso, basta informar o número do CPF e senha. Os estudantes poderão manifestar interesse na lista de espera caso não seja selecionado em nenhuma das opções.

Condições do Fies 2020

Eventualmente o Fies 2020 conta com dois fases de condições para os selecionados, sendo fase da utilização e carência e amortização.

Em outras edições o prazo de carência era de 18 meses, ou seja, o estudante tinha mais de um ano para poder se estabilizar, assim tendo mais condições para começar a pagar. Contudo, com a atualização o candidato começa a pagar após o término do curso, todavia, com parcelas que consiga pagar.

Na fase de utilização, ou seja, quando estiver cursando, o estudante deverá pagar uma taxa, na qual o valor é fixado em contrato. Este pagamento será exigido mensalmente juntamente com o seguro de vida.

Na fase de carência e amortização no primeiro mês após a conclusão o estudante inicia o pagamento devedor. O valor poderá ser parcela até três vezes o prazo o tempo do curso. Caso esteja empregado o valor será abatido mensalmente da renda. Por outro lado, caso esteja desempregado o valor das prestações será aplicada em valor mínimo, conforme o CG-Fies.

Estudantes que ganharam 50% nas bolsas do Prouni – Programa Universidade para Todos, poderá requerer que o Fies 2020 cubra os outros 50% das mensalidades.

Boa sorte a todos que vão participar do Fies 2020 e consigam alcançar aquele curso que sempre sonhou!